Joker – Somos Eu e Você

Sofremos com a loucura dos loucos que se acham sãos, dos calados que não são loucos e que se acham loucos intitulados pelos que se acham sãos.

Sofremos pelas vozes não ecoadas, pelas frases editadas, necessariamente para que nos ouçam. 

Sofremos pela inviabilidade de ser quem somos, por sermos demasiado humanos e incompreendidos, pois humanos sofrem, isso é o que nos torna únicos, a consciência do sofrer tão em desuso.

Sofremos pelo excesso de consciência e também pela falta dela, a primeira quando fala em nós, a segunda quando fala através dos outros e reverbera em nós.

Sofremos pela chama apagada em cada palavra não dita, em cada pessoa não ouvida, em cada gesto não articulado em direção ao contato com aquele que clama por ser ouvido.

Sofremos pela expressividade dos que não ouvem, pela agressividade dos que caçoam, pelo escárnio.

Sofri, sofro e sofrerei… até quando os olhos não se voltarem para mim, até quando me transformar em nada e a partir daí, em tudo… no todo, aí verás que sofre você e eu, e minha dor é sua, é nossa…só assim ela passa e alcança espaço e se torna graça.


Joker

Por Daniela Bernardes

2 respostas para “Joker – Somos Eu e Você”

    1. Muito obrigada pelo “feed” e por compartilhar o conteúdo, para que mais pessoas tenham acesso às boas reflexões, tão necessárias nestes tempos! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *